terça-feira, 5 de agosto de 2008

Em busca dos pelágicos

Após um início de tarde completamente desastroso, em que desferraram 2 grandes exemplares com jerkbait e um ataque brutal falhado à superfície, houve necessidade de uma grande calma na escolha da amostra a utilizar.
O cardume estava junto aos pés e apesar do vento assobiar insistentemente nos ouvidos, o fernesim era total: peixes voadores planavam em pânico.
Teve que se optar por uma amostra extremamente aerodinâmica e de desempenho até à data desconhecido porque era oriunda do outro lado do Atlântico, vindo recomendada pelo mestre dos mestres da pesca da anchova.

Os ataques eram de cortar a respiração porque eram efetuados com uma investida aérea inicial dos peixes, antes do abocanhar propriamente dito...
Curiosamente, a amostra escolhia o peixe através do seu tamanho XXL, levando a resultados superiores ao da maioria dos colegas de pesca, apesar de alguns ataques falhados que fazem parte do jogo.

Da contenda resultaram 6 exemplares, sendo estes, dois dos maiores:



S. Ferreira

3 comentários:

Sargus disse...

Boas Sérgio,
Belo relato de uma jornada a essa espécie grande senhora dos mares.

Parabéns pelas capturas, acho que pelo relato ficamos a saber perfeitamente a adrenalina que sentem neste tipo de jornada.

Abraço.

S. Ferreira disse...

A adrenalina é muita. E quando os amigos nos estão a dar o bigode, as coisas pioram.
Na pesca, há que manter a cabeça fria porque muitas vezes numa questão de breves minutos, conseguimos transformar uma má numa excelente jornada.

Um abraço,

JORGE ARMANDO disse...

Adorei o relato, especialmente a parte sobre os peixes voadores.Grande JP sempre em forma.